Corte de água quase termina em morte em Ecoporanga

832

Elson Pereira da Silva, funcionário que cuida da Estação de Água em Ecoporanga, sofreu uma tentativa de homicídio, quando Maria Conceição Teixeira Santos e seu filho, Cleiton Teixeira da Silva, foram até a Estação de Água, por volta das 12h17min, questionar sobre um corte de água na residência de Cleiton, no Assentamento Miragem.

Sem dizer nada, Cleiton, de posse de uma espingarda chumbeira, apontou para Elson. O funcionário correu e Cleiton acertou uma parede próximo onde Elson estava.

A mãe de Cleiton disse que não sabia que o filho estava armado e gritou com o filho para não atirar. Ela disse que foi ao local apenas para conversar com o funcionário sobre o corte da água.

Quando a mãe de Cleiton estava sendo conduzida para a delegacia, para prestar declarações, Cleiton foi avistado pela Polícia Militar. Percebendo a presença da Guarnição Policial, fugiu para uma mata e não foi localizado.

A Polícia Civil de Ecoporanga investiga a real motivação da tentativa de homicídio. A mãe de Cleiton foi ouvida após prestar declarações para o Delegado de Polícia.

“Se esta moda virar rotina, os funcionários das empresas de água e energia terão que receber proteção, pois os cortes de água e energia são determinados pela empresa e o funcionário corre o risco de levar um tiro ou ser agredido no momento de exercer sua profissão”, disse um funcionário.

COMPARTILHAR