Mantenense é convocado para participar do Handebol na categoria Infantil Masculino

698

O jovem Alan Resende que fez parte do projeto HANDMINAS de Mantena por 05 anos, foi indicado pelo técnico Michel para a forte equipe do Colégio Castro Alves – Cariacica-ES, que desde fevereiro de 2017 o atleta representa a equipe capixaba e o Estado do Espirito Santo.

Após a participação dos Jogos Escolares Brasileiros Alan foi convocado juntamente com mais outros 03 colegas de equipe para participar do acampamento Nacional de desenvolvimento e melhoria técnica.

O Alan ficará sobre os cuidados de Washington Nunes atual técnico da Seleção Brasileira de Handebol Masculina. Sem duvida mais uma grande oportunidade para o mantenense que sonha em ingressar um dia a Seleção Brasileira principal.

Segundo técnico Michel a convocação de Alan não é nenhuma surpresa, pois ele sempre foi dedicado e está em constante evolução. Disse ainda que o atleta conta com o incomensurável apoio de sua mãe Shannan Carvalho e somando o apoio de sua mãe, e o trabalho realizado pelo técnico Eduardo Polaoro da equipe capixaba só tende a ir mais longe.

De olho na renovação das seleções, CBHb realiza acampamentos com a base em todo o Brasil
Atividades começam neste mês e vão reunir 210 atletas por estado

Confederação Brasileira de Handebol (CBHb) vai realizar, neste ano, os Acampamentos Regionais e Nacionais de Desenvolvimento e Melhoria Técnica. As atividades, que têm como objetivo detectar talentos e dar continuidade à renovação nas seleções nacionais, vão reunir jovens das categorias infantil, cadete e juvenil – no masculino e no feminino.

O mote é ‘trabalhar o presente para construir o futuro’. “Os acampamentos da CBHb são um dos projetos mais importantes desenvolvidos no Brasil para a formação de jovens jogadores. É um modelo de gestão muito bem feita. A ideia é fazermos um levantamento nacional sobre perfil físico e de conhecimento de jogo dos atletas de handebol, bem como um trabalho para os treinadores, ampliando suas competências”, explicou Washington Nunes, coordenador do projeto.

A primeira etapa será os acampamentos regionais, que vão contemplar as 26 federações estaduais e o Distrito Federal e serão realizados de maio até o início de agosto. Serão 35 atletas em cada categoria (os cinco melhores em cada posição, indicados por treinadores locais), totalizando 210 por estado. Desses, 66 serão selecionados para os acampamentos nacionais, que começam em agosto e terminam em dezembro.

Todas as atividades vão ser comandadas por técnicos previamente selecionados de cada estado e terão o acompanhamento de profissionais das seleções nacionais. A proposta é promover um intercâmbio entre treinadores com palestras e atividades práticas, aproximando-os de todo o processo desenvolvido nas seleções nacionais.

Os 35 atletas serão divididos em dois grupos de trabalho, um 18 e outro com 17, para que o desgaste físico seja equilibrado e os conteúdos mais bem repassados. As aulas práticas terão trabalho de aquecimento, ações coordenativas, prevenção de lesão, jogos em espaço reduzido, número menor de jogadores, tomadas de decisão 2×1, 3×2, 4×3 e 6×5, contra-ataque, retorno defensivo, formação defensiva em 5-1 e construção de ataque contra defesas 5×1 e 6×0, entre outros.

“Temos a felicidade e a certeza de que os acampamentos nos ajudaram muito no último ciclo olímpico. Muitos atletas chegaram à seleção adulta e queremos manter isso. A equipe principal, agora, é jovem e muitos devem garantir sua vaga para a Olimpíada de Tóquio. Mas já queremos trabalhar para formar as seleções de 2024 e 2028”, destacou Washington Nunes.

Dos 66 jogadores que participarão dos acampamentos nacionais, a ideia é que cerca de 20 sejam posteriormente selecionados para participar de fases de treinamentos com as Seleções Brasileiras, cada um em sua categoria. Os acampamentos deste ano e do próximo serão base para a formação das seleções juvenil e júnior de 2019.

“Para os Correios, é motivo de muito orgulho apoiar um projeto que tanto contribui para o desenvolvimento da modalidade em nosso pais, além de ser fundamental para a renovação constate das seleções brasileiras de handebol”, destacou Guilherme Campos Júnior, presidente dos Correios, apoiador da Confederação Brasileira de Handebol.

Dois anos

Esta edição dos acampamentos regionais e nacionais será dividida em dois anos. Em 2017, serão contemplados os estados Rio Grande do Norte, Goiás, Amazonas, Distrito Federal, Paraíba, Santa Catarina, Piauí, Acre, Maranhão, Sergipe, Rio Grande do Sul, Pará e Alagoas. Em 2018, as atividades serão realizada em Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima, São Paulo e Tocantins.

Todo o material didático preparado pela CBHb e utilizado nos acampamentos será compartilhado com os treinadores. Além disso, as apostilas estarão disponíveis no site oficial da Confederação Brasileira de Handebol, http://www.brasilhandebol.com.br.

COMPARTILHAR