Colatinense Fernando Guerra é bi-campeão de motovelocidade

730

O colatinense Fernando Guerra da Equipe Racer sagrou-se bi-campeão invicto do Campeonato Mineiro de Motovelocidade Superbike Pró disputado no Autódromo Internacional de Curvelo, cidade a 167 km de Belo Horizonte (MG). O piloto ‘Rei das Gerais’ conquistou o título inédito no final da tarde deste domingo, 5 ao vencer a grande final no Circuito dos Cristais – o maior complexo esportivo motorizado da América Latina -, na categoria de 1.000 cilindradas. Agora Fernando Guerra é o consagrado campeão capixaba em duas rodas a vencer as provas do Grande Prêmio (GP) de 2016 e 2017.

A competição deste ano contou com 25 corredores de todo Brasil no traçado de 4.420 metros do autódromo mineiro, a pista é novinha e reconhecida pela segurança. Segundo Fernando Guerra foram 10 voltas a quase 300 km até botar a mão na taça.

De volta para casa em Vila Velha, na Grande Vitória onde vive atualmente Fernando Guerra contou por telefone ao Diário ainda na estrada que largou na primeira fila, pois foi o piloto mais rápido nos treinos. Porém no meio da corrida uma das motos estourou o motor a 270 km/h e pôs o piloto colatinense em perigo.

“A moto explodiu num dos pontos mais velozes do circuito. Liderava a corrida. Passeio pelo óleo. Não cai. Atravessei três caixas de brita por cerca de 200 metros. Quase bati no muro. Passei na reta final e recebi a bandeirada vermelha. Sinal de que teria uma relargada. Fui prejudicado por que estava 16 segundos na frente. Mesmo com os pneus sujos de óleo consegui chegar à frente com cinco segundos de vantagem”, disse.

Agora o bi-campeão colatinense diz que pretende se organizar para enfrentar o campeonato brasileiro, o Superbike Brasil. A competição possivelmente será em Goiânia. Ele destaca que mesmo na liderança invicta do Circuito dos Cristais, o resultado não soma pontos no brasileiro.

O piloto Fernando que sempre corre com o número 913 relata que a sua Kawasaki 1000 cc batizada de ‘Bambu’ mesmo com os pneus impregnados de óleo agüentou o tranco. “O certo seria trocar os pneus, mas por falta de recursos impediul. Mesmo assim conseguimos a vitória”, comemorou.

Recentemente ele foi homenageado na Câmara dos Vereadores de Colatina. A Moção de Aplausos foi de iniciativa do vereador Tedinha. O troféu foi entregue pelo apoiador Alex Pretti. Fernando revela que além de conquistar o bi-campeonato venceu todas a poles e consagrado na competição como o «Melhor Piloto do ESµ junto com o piloto Rodrigo Dazzi. A escolha foi por estado. Competiram pilotos de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais.

Fonte: Nilo Tardin

COMPARTILHAR