Autores Postagens deGazeta Do Norte

Gazeta Do Norte

1387 POSTAGENS 0 COMENTÁRIOS

0 777

79A Ford, representada em Mantena pela Toledo Ford, apresentou para os mantenenses e amigos na manhã de sábado, 04/06/2016, o mais novo produto da empresa para o mercado brasileiro, a nova Ranger. Com um café da manhã preparado exclusivamente para receber os amigos e clientes, a agência em Mantena ficou movimentada neste final de semana e todos querendo ver de perto o novo visual do belo carro.

Além de dar um novo visual e aplicar melhorias no acabamento interno, a Ford investiu pesado nos pacotes de segurança e tecnologia com itens exclusivos no segmento para se destacar dos concorrentes.

A dianteira da picape é a região onde se concentram as principais mudanças no visual. Na linha 2017, a Ranger traz novos faróis mais finos e refinados. A visão frontal destaca a nova grade de formato sextavado que invade bem o para-choque, com acabamento em cromo na versão de topo e em tom alumínio na XLS.

A inscrição Ranger permanece na borda superior da grade. Mudam também os para-choques, assim como os faróis auxiliares de neblina e o capô com novos vincos.

A cabine da Ranger ficou mais sofisticada. O painel traz desenho ganha traços retos, novas saídas de ar mais integradas e console com novos comandos do ar-condicionado. O volante também é totalmente novo enquanto o quadro de instrumentos agora é semelhante ao do Fusion com velocímetro analógico ao centro e duas telas coloridas personalizáveis nas laterais.

A Ford quer destacar a nova Ranger das concorrentes pelo acabamento mais refinado e o recheio tecnológico. Novidade mecânica é o aumento da potência do motor de 2,2 litros diesel dos 150 cv para 160 cv. A garantia da Ranger agora passa a ser de cinco anos (antes eram três) e a marca também anuncia que oferecerá um novo programa de manutenção, ainda sem valores revelados.

Estas são apenas algumas novidades, pois a gama de melhorias é enorme fale a pena conferir de perto as informações indo até a Toledo Ford. (com informações Carplace).

78 80

0 1022
Vereador Zé Valdeci já fez várias denúncias a respeito do assunto
Vereador Zé Valdeci já fez várias denúncias a respeito do assunto
Vereador Zé Valdeci já fez várias denúncias a respeito do assunto

Pais de alunos, professores e os próprios alunos das escolas municipais de Barra de São Francisco, estão reclamando que a merenda escolar está sendo precária e de péssima qualidade. “Nunca vi coisa igual em administrações anteriores de nosso município, mas nesta administração atual a merenda escolar se tornou em um caos total”, disse um pai de aluno.

Segundo informações repassadas por pais de alunos os itens da alimentação escolar foram diminuindo gradativamente e hoje a alimentação é de péssima qualidade nutritiva e em algumas escolas principalmente das áreas rurais já está faltando há alguns dias.

Outro problema enfrentado são as péssimas condições de armazenamento da alimentação, quando tem, nas escolas, pois poucas são as que possuem geladeiras e freezer, fato este cobrado por várias vezes nas reuniões do Conselho Municipal de Alimentação Escolar.

O Conselho que tenta fazer o seu trabalho não encontra nenhum apoio junto à atual Administração, nem mesmo a cópia dos processos de compras e os extratos bancários foram disponibilizados para que o Conselho pudesse analisar a prestação de contas do ano de 2015.

Lembrando que, não sendo prestadas as contas dos recursos recebidos no Governo Federal a verba da merenda estará sendo suspensa.

Outro fato grande quanto à prestação de contas é relativo ao ano de 2014, o Conselho não deliberou sobre as contas, mas, alguém adulterou uma senha do Presidente do Conselho e efetuou a prestação de contas, caracterizando uma enorme fraude.

Esse fato pode ser facilmente comprovado através das atas de reuniões do Conselho quando o fato foi levado ao conhecimento dos Conselheiros.

A situação é tão grave que até água imprópria para o consumo humano é servida aos alunos, conforme relata um dos membros do Conselho em uma reunião realizada no dia 06 de outubro de 2015.

Procurado, o membro do Conselho que não vamos identificar disse que desde então a situação só piora. A verba para a merenda escolar é repassada pelo Governo Federal bastando apenas que os municípios façam a sua aplicação e prestação de contas, mas nem isso o atual prefeito consegue fazer.

Vale lembrar que, o vereador Zé Valdeci (PT), Lula Cozer e Valézio Armani (PSD), já fizeram várias denúncias a respeito da merenda escolar, mas a administração atual não deu a mínima.

O Ministério Público Federal (MPF) atuante como é poderá convocar os membros do Conselho Municipal de Alimentação Escolar para prestar esclarecimentos.

O objetivo principal do programa de alimentação escolar é propiciar uma alimentação nutritiva para os alunos, pois, muitas crianças necessitam contar com essa alimentação, pois em suas casas a alimentação é muito fraca. Sabidamente um aluno bem nutrido consegue melhores níveis de aprendizagem.

Mais reclamações

Pais de alunos do Córrego São Paulo estão revoltados com a falta de transporte escolar, pois tem alunos que estão há dois meses sem frequentar as aulas, tudo isso porque o ônibus que faz a linha está quebrado na garagem da Prefeitura Municipal e a prefeitura em dois meses não conseguiu reparar o defeito do ônibus.

Se alegarem que seria necessário licitar as peças para fazer os reparos, dois meses seriam mais que suficiente. Ao que parece é que a Prefeitura pode estar sem crédito na peça para adquirir peças de pequeno valor.

Daí a indagação: como que a prefeitura queria comprar vinte ônibus novos se não tem condições de fazer reparos nos ônibus que tem?

O próprio chefe do setor de transportes confidenciou a alguns dias que tem alguns ônibus parados, que os reparos são de pequeno valor, mas que não tinha condições no momento de fazer os reparos e colocar os ônibus para rodarem. Enquanto isso, alunos perdem aula e a aprendizagem fica prejudicada.

 

0 700
Promotor Izaias ao centro
Promotor Izaias ao centro
Promotor Izaias ao centro

O promotor de justiça, Izaias Antônio de Souza, que, está atuando na Comarca de Barra de São Francisco, disse a imprensa regional, assim que assumiu seu posto no MP francisquense que não é promotor de Barra de São Francisco.

Segundo o próprio, ele está promotor interino junto à 2ª Promotoria cível da Comarca, atendendo a uma solicitação da administração superior do MPES, em razão das vacâncias ocorridas no último processo de movimentação no seu quadro de membros. Izaias assegurou ainda que permanece como titular da Promotoria de Justiça de Mantenópolis.

O referido promotor já chegou a Barra de São Francisco com todo gás e disposto e mostrar serviço, pois ele reuniu com representantes do hospital Drª Rita de Cássia para tratar de assunto do mesmo. O hospital de Barra de São Francisco atende várias cidades do Noroeste, bem como de algumas cidades de Minas Gerais.

O Promotor não escondeu sua surpresa e indignação com os fatos expostos, observando que, se verídica a situação relatada, encontra-se subvertido todo o sistema de hierarquização do sistema público de saúde (SUS). Izaias explicou ainda, que o sistema SUS tem que trabalhar com parâmetros geográficos e científicos na organização do atendimento aos usuários.

De acordo com Izaias, a base do sistema está no atendimento domiciliar preventivo, educativo e até curativo, que é realiza através das equipes do programa Saúde da Família, com apoio estrutural nas unidades básicas de saúde.

“Em nível superior os municípios devem contar, no mínimo, com uma unidade de pronto atendimento ininterrupto, por onde devem passar os atendimentos de urgência e emergência, nos quais se incluem estágios de observações e estabilizações”, disse o promotor.

“É a partir daí que se dão os encaminhamentos para atendimentos de média e alta complexidade, através do sistema de referencialmente em especialidades”, disse ele.

O promotor se mostrou assustado e surpreso com a possível realidade de que o HDRC tenha se tornado uma espécie anômala de “unidade básica de atendimento regional”. E observou: “É como usar carretas no lugar fusquinhas e vice-versa”.

Considerando a situação de gravidade extrema que requer medidas que venham minimizar o mais rápido possível o gravame atual, o promotor solicitou a todos os participantes daquela reunião que se engajem no sentido de conseguir agendar um outro encontro o mais breve possível, para que se alcance uma segunda etapa de trabalho mais ampliada, com a participação de autoridades administrativas e políticas regionais e estaduais.

0 895

55Mais um acidente aconteceu na noite deste sábado, 05/06/2016, no centro de Barra de São Francisco. O fato ocorrido foi em cima de uma faixa de pedestre, envolvendo uma BIZ e um carro de passeio. Os dois ocupantes da BIZ sofreram lesões pelo corpo. Testemunhas disseram que o motorista do carro de passeio saiu do local do acidente.

As duas pessoas da BIZ que não tiveram seus nomes divulgados foram levadas ao pronto socorro do hospital local, onde receberam atendimento médico e passam bem. O nome do motorista do carro de passeio também não foi divulgado.

 

 

0 730

faixasO governador Paulo Hartung (PMDB), destinou recursos para Barra de São Francisco com a finalidade de serem pintadas as faixas, que, estavam em alguns locais totalmente apagadas. Professores, estudantes, moradores, proprietários de veículos, entre outras pessoas se cansaram de pedir providencias, mas como a prefeitura so faz aquilo que quer e quando quer, esse site divulgou o estado em que se encontravam as faixas na cidade e o governo sensibilizou com os perigos que representava para a população, principalmente no transito, destinou verba para pintar as faixas. Agindo assim o governo do Estado está salvando Barra de São Francisco.

Alunos, professores, proprietários de veículos e transeuntes agradecem ao governador por se preocupar com a população do município.

0 8204

31As paróquias São João Batista e Santa Teresinha do Menino de Jesus, em Aracruz, no Norte do Estado, realizaram, neste sábado (4), uma caminhada de cerca de 10 quilômetros para pedir chuva na cidade. Segundo um dos organizadores, a caminhada reuniu cerca de 2 mil pessoas.

A caminhada saiu da Praça São João Batista, por volta das 5h30, em frente à igreja matriz da Paróquia São João Batista, no centro da cidade. De lá, o grupo seguiu em caminhada até a barragem Santa Maria, onde fica o sistema de captação de água do município.

No local, houve uma missa, que terminou por volta das 9h30. Ao final da celebração, o padre José Valdecy Romão pediu para que os fiéis despejassem a água, que levaram de casa, no rio.

“A caminha reuniu muita gente, foi bonita. Espero que após a celebração o céu se abra e caia água para abastecer a represa. As pessoas estavam muito emocionadas, antigamente elas utilizavam o local para pescar, mas, hoje, só há terra”, comenta um dos fiéis, o técnico portuário Fabrício de Paula Morais.

Racionamento irá aumentar em Aracruz

Em Aracruz, houve granizo e vento que causou estragos nos últimos dias, mas a chuva não chegou a cair. Na cidade, abastecida pelo SAAE, o racionamento acontece um dia e outro não, mas agora os dias sem água irão aumentar. A partir deste domingo (5), a medida adotada é a implantação do racionamento três dias sem fornecimento de água e um dia com.

Segundo o secretário de comunicação, Carlos Conti, a captação de água está cada vez mais crítica, devido à escassez de chuvas. Há 203 dias não chove suficiente para o abastecimento da cidade, e os locais onde a água é extraída ficaram quase secos. “Na cidade, cerca de 80 mil pessoas estão sendo prejudicadas pelo racionamento, chegamos em um nível lastimável de escassez”, comenta o secretário.

32 33 34

 

0 797

131A Praça Senador Atílio Vivácqua, no centro de Barra de São Francisco, está abandonada nestes três anos e seis meses, os moradores já estão cansados de saber disso e pedir providencias, mas o atual prefeito ao que parece não está nem ai para esta situação. Parte da imprensa local vem divulgando esta vergonha na cidade, mas o prefeito também tem feito vista grossa.

A questão é que nos últimos três anos e meio, além de abandonada está sendo usada como “praça de alimentação” para animais. Durante a noite, famílias se distanciam mais ainda da praça, pois temem algo pior. A referida praça foi construída nos anos de 1.990, na gestão de Enivaldo dos Anjos.

Nesta última semana um internauta flagrou uma cena que não é nova, mas que deixa muita gente indignada. Animais soltos no centro da cidade, pastando livremente, em plena luz do dia. O resto de grama que ainda tem na praça foi provado pelos animais, pois eles são vistos constantemente se alimentando na praça que um dia foi do povo, mas que nesta administração tem sido dos animais, mendigos, prostituição, uso e tráfico de drogas, entre outros.

Moradores se perguntam qual seria a maior dificuldade para manter a principal praça do município acessível. A resposta parece difícil, pois esse não é um problema exclusivo da atual administração. Nas administrações anteriores a praça recebeu atenção especial, inclusive na gestão de Waldeles Cavalcante.

Pais já não levam seus filhos para brincar no local. Brinquedos quebrados e enferrujados, levam risco às crianças. O local onde tinha uma fonte luminosa, que deixava a praça mais atraente, hoje está coberto de pedras.

A questão dos animais soltos na cidade é tratada com a maior indiferença, tanto pelos donos dos animais como também pela prefeitura municipal, já que, até o momento, nada de concreto foi feito, ficando apenas em promessas para resolver o problema.

Em cidades cuja administração municipal preocupa-se em proporcionar lazer aos munícipes, as praças servem de espaço onde crianças brincam, jovens passeiam e adultos encontram-se, mas em Barra de São Francisco a realidade é bem diferente, onde as prioridades da gestão são outras.

Outra preocupação é o risco de acidentes. Em Mantena, por exemplo, as autoridades já tomaram medidas drásticas contra animais soltos no município. Mesmo assim, tudo só foi resolvido depois de inúmeros acidentes e após a morte de um oficial de justiça.

Será que é isso que estão esperando em Barra de São Francisco? Que aconteça algo bem pior para que seja tomada alguma providência?

Vejam as fotos de reportagens anteriores:

121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131

0 2930

02Carlos Edno Nascimento Marchiori, de 53 anos, foi apresentado pela Polícia Civil na manhã deste sábado (4) como um dos suspeitos de aplicar golpes de estelionato em Aracruz, no interior do Estado.

De acordo com a polícia, ele, que se passava por médico, e o comparsa, identificado como Luiz Carlos Rosindo, de 58 anos, fizeram pelo menos 12 vítimas no município. Ação acontecia sempre da mesma forma, com uma promessa de dinheiro fácil.

“Após enganar a vítima e ela confirmar que ele [o cartão] era premiado, eles diziam que o valor era superior a R$ 2 milhões e precisavam de R$ 30 mil para realizar os saques. O que se passava como médico simulava sacar R$ 20 mil e a vítima teria que entregar R$ 10 mil para pegar o prêmio”, explicou o delegado Leandro Sperandio.

Investigados pela polícia desde janeiro do ano passado, os suspeitos foram surpreendidos quando aplicavam o golpe na manhã de sexta-feira (3). A vítima tinha acabado de entrar no banco para sacar o dinheiro quando a polícia deu voz de prisão aos dois. Eles não obedeceram a ordem de parada e arrancaram com o carro. Os policiais chegaram a atirar contra o veículo, mas eles continuaram a fuga.

Os dois foram localizados em uma plantação de eucalipto. Quando viram a polícia um deles conseguiu correr e o outro foi preso. Para a imprensa o suspeito confessou o crime e prometeu ressarcir as vítimas. “As vítimas feitas por nós serão ressarcidas por nós mesmo”, afirmou.

De acordo com a polícia, a dupla já foi presa outras vezes pelo mesmo crime e estava respondendo em liberdade. Agora a polícia trabalha para localizar o comparsa de Carlos. Se alguém tiver informação pode acionar o disque-denúncia no 181.

Fonte: folhavitoria

 

0 712

secaApesar da chuva que atingiu algumas cidades nos últimos dias, nada mudou a situação de alguns municípios que convivem com a seca. A falta de água tem mudado tem transformado a vida da população. Dos 31 municípios do Espírito Santo que estão com situação delicada no abastecimento de água, 15 já precisam enfrentar o racionamento, deixando cerca de 263 mil pessoas prejudicadas.

De acordo com a lista da Cesan, Vila Pavão, Ecoporanga, São Gabriel da Palha, Conceição da Barra, Pancas, São Roque do Canaã, Barra de São Francisco, Vila Valério e Cidade Nova da Serra, na Serra, enfrentam o problema. Já pelo SAAE, Aracruz, Ibiraçu, Jaguaré, Governador Lindenberg, Marilândia e Rio Bananal.

No interior de algumas cidades, muitas pessoas também têm problemas com o racionamento, como no distrito de Imurama, em Ecoporanga, que realiza o racionamento, e o distrito de Paulista, em Barra de São Francisco, que, hoje, depende apenas de poços artesianos.

Em algumas cidades, a situação é extremamente crítica, sendo possível manter o abastecimento humano por período inferior a 30 dias, como em São Roque do Canaã. Na cidade, a captação já não é possível, o abastecimento é feito por caminhões-pipa e por poços artesianos, tendo água no município um dia sim e três não.

O comerciante Emerson Ama de Salles inaugurou a padaria em abril, período em que o município já estava passando por um momento difícil. De abril até o momento, ele afirma que a situação só piora. “Antes o carro-pipa abastecia a padaria e o restaurante, mas cortaram para o comércio. O jeito é pegar cerca de 2 mil litros de água por dia nos poços artesianos de amigos. Preciso contar com a camaradagem deles”, comenta.

A maioria dos municípios afetados pelo racionamento ficam no Noroeste e no Norte do Estado. Outro município que está com grandes problemas é Marilândia cerca de 12 mil pessoas estão sendo atingidas. As casas recebem água um dia sim e outro não.

Todo o abastecimento está sendo feito por cinco caminhões-pipa, que buscam água no interior para abastecer a cidade. No entanto, segundo o diretor do SAAE, Wagner Lotencini, os recursos estão se acabando e, caso não chova, não existe mais nenhum plano para abastecer Marilândia.

“Pegamos água de propriedades rurais, mas a água também está acabando”, finaliza.

Em Aracruz, houve granizo e vento que causou estragos na cidade, mas a chuva não chegou a cair. Na cidade, abastecida pelo SAAE, segundo o secretário de comunicação da Prefeitura, Carlos Conti, o racionamento acontece um dia sim e um dia não, mas, a partir de amanhã, a água será distribuída um dia sim e três não.

“Vamos lacrar as bombas dos agricultores, chegamos em um nível lastimável de escassez, já estamos abastecendo alguns locais com caminhões-pipa. Estamos elaborando até um decreto para multar quem faz o uso irracional de água, acredito que cerca de 80 mil pessoas estão sendo diretamente afetadas pelo racionamento”, afirma.

Cesan

Nos municípios atendidos pela Cesan, a diretora de Operação Sandra Sily revela que há um trabalho para tentar amenizar a situação. “Os mesmos municípios permanecem em racionamento, porém em situação mais favorável. A manutenção do racionamento ocorre para que haja uma recomposição da vazão do manancial.

O tempo de racionamento é determinado para que cause o menor transtorno possível no dia a dia dos moradores. Neste momento de crise hídrica, é extremamente necessária a preservação da água domiciliar, por meio das caixas d’água que, abastecidas, dão autonomia ao usuário de ter 24 horas de abastecimento em suas casas”, afirma.

Situação dos municípios

Municípios atendidos pela Cesan que estão em racionamento e pessoas afetadas

Vila Pavão

População atingida: 3.150 mil pessoas.

Ecoporanga e Distrito de Imburama (Ecoporanga)

População atingida: 15 mil pessoas.

São Gabriel da Palha

População atingida: 22 mil pessoas.

Conceição da Barra

População atingida: 10 mil pessoas.

Pancas

População atingida: 7,8 mil pessoas.

Paulista (Distrito de Barra de São Francisco)

População atingida: 55 mil (com o distrito).

Vila Valério

População atingida: 6 mil pessoas.

Cidade Nova da Serra (Serra)

População atingida: 549.

São Roque do Canaã

População atingida: 12 mil pessoas.

Municípios do SAAE que estão em racionamento e pessoas afetadas

Aracruz

População atingida: 80 mil pessoas.

Ibiraçu

População atingida: 10 mil pessoas.

Jaguaré

População atingida: 16 mil pessoas.

Governador Lindenberg

População atingida: 4 mil pessoas.

Marilândia

População atingida: 12 mil pessoas.

Rio Bananal

População atingida: 10 mil pessoas.

Principais medidas tomadas pela Cesan e Saae

Perfuração de poços artesianos.

Caminhões-pipa.

Barragem.

Pedido de ajuda para enterrar o gado

A seca está castigando mais um ano a agricultura no Espírito Santo. No Estado, a Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) estima que em 2015 a perda na produção agropecuária foi de R$ 1,5 bilhão devido à seca.

Quem mora no interior dessas cidades depende principalmente de poços artesianos e nascentes, e a expectativa é que as perdas sejam piores este ano.

De acordo com a coordenadora municipal de Proteção e Defesa Civil de São Gabriel da Palha, Dandara Teixeira Mininõ, só em 2016 já existe um prejuízo de R$ 34 milhões na agricultura, principalmente com o café conilon.

“Não tem água para irrigar. Se as condições climáticas continuarem da mesma forma, podemos colocar em risco também abastecimento humano nos próximos 90 dias”, finaliza.

Em São Roque do Canaã, a situação não é diferente. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico e Agricultura, Fábio Loss Luchi, o prejuízo será grande. “Na pecuária tenho tido muitos pedidos para poder enterrar boi, eles estão morrendo por falta de água e comida. Na agricultura teremos uma perda de 70% a 80% este ano do que é produzido”.

O produtor rural de São Roque do Canaã Elias Cassimiro Moreira acredita que terá perda de 70% da lavoura este ano, cerca de R$ 60 mil de prejuízo. Sem água para plantação, ele já não irriga os 25 mil pés de café há 50 dias. “O Rio Alto Santa Júlia, perto de onde está a plantação, está seco, não tem como irrigar e não tenho outra alternativa. Estamos precisando de ajuda”, comenta.

O coordenador municipal de Proteção e Defesa Civil de Pancas acredita que na cidade o que está sendo mais atingida é a agricultura e a agropecuária. Na município, a captação está sendo feita ainda pelo Rio Panquinhas e no interior é utilizado poços artesianos. “O que mais está sendo prejudicado é a agricultura. A estimativa de um prejuízo de R$ 48 milhões só neste ano. O gado também está sendo muito prejudicado”, comenta.

Bombas Lacradas

Em algumas cidades, como em Santa Teresa e São Roque do Canaã, bombas de produtores rurais, utilizadas para irrigação, foram lacradas pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema). O lacre das bombas ocorreu por conta da captação de água que se limita ao consumo humano e animal devido à situação crítica.

Carros-pipa e poços: alívio para população

Grande parte da população dos municípios afetados tem como recurso a perfuração de poços e os caminhões-pipa.

Em Conceição da Barra, por exemplo, segundo o coordenador municipal de Proteção e Defesa Civil do município, Jalmas Ferreira Greif, cinco poços artesianos abastecem a cidade e o interior. Um dos rios que abasteciam a cidade, o Rio Cricaré, ficou com um nível tão baixo que a maré adentrou o rio.

“A situação é muito crítica, tem gente na zona rural que caminha de 5 a 6 quilômetros para buscar água em poços de vizinhos. Um acaba socorrendo o outro. Acredito que, se não chover, vamos precisar de caminhão-pipa e cavar mais poços”, comenta Jalmas Greif.

Em Jaguaré, a captação é feita por uma barragem que está com 5% do volume normal. Segundo o diretor presidente do SAAE, Sergio Côrrea, foi preciso perfurar um poço artesiano e também utilizar a nascente de um produtor rural. “Esta semana colocaremos o segundo poço artesiano para funcionar e na outra semana, mais um”, comenta Corrêa.

A Cesan informou que há projetos para a perfuração de novos poços, como em Vila Pavão, Conceição da Barra, Distrito de Imburama (Ecoporanga). Já em Ecoporanga e Barra de São Francisco está em andamento o projeto de barramento.

 

0 1147

09Por incrível que pareça é pura verdade, pois aconteceu um acidente entre duas motos na tarde deste sábado, 04/06/2016, no bairro Vila Gonçalves em Barra de São Francisco.

Há informações a erem confirmadas ou não, de que, um motoqueiro estaria alcoolizado e conduzia sua moto, placa CG 150 Titan, sentido ao referido bairro, quando invadiu a contramão e bateu de frente com uma moto kawasaki CR-6n. O dono da CG 150 Titan ainda teria tentado se evadir do local com a moto para não ser responsabilizado pelo acidente, impedido de sair com o veículo o mesmo fugiu a pé.

A Polícia foi acionada para confeccionar ocorrência policial (B.0). Após a chegada, os policiais seguiram sentido ao bairro Estrela em captura do dono da CG 150, conseguindo então captura-lo e encaminha-lo até a Delegacia de Barra de São Francisco para as devidas providências.

Fotos: Wesclei Faeny

08